Tecnologia do Blogger.

Text Widget

Teste Teste Teste

feature content slider

Teste Menu 5

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste

Teste Teste Teste

Popular Posts

Unordered List

Random Post

Teste Menu 4

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

POESIA: MESTRE GAGEIRO, CHARLES SANT'ANA


Homenagem póstuma ao nosso mestre...


MESTRE GAGEIRO

Meu professor Gageiro,
Recebi nesse momento,
Uma triste notícia,
Para mim foi um tormento,
Falaram aqui no grupo,
Anunciou o falecimento.

Foi um homem honesto,
Professor com capacidade,
Amigo da matemática,
Provou suas qualidades,
E o seu aluno aprendia,
Com muita facilidade.

Quando cheguei no colégio,
Recebi seus ensinamentos,
E logo eu aprendi,
Sem muita perda de tempo,
E as suas aulas eu lembrava,
Sempre a todo momento.

As regras da matemática,
Trinômio quadrado perfeito,
Frações e raiz quadrada,
Ele ensinava com jeito,
Funções e adjacências,
Ensinava a qualquer sujeito.

Quando gageiro surgiu,
Com as suas habilidades,
A fama se espalhou,
Por toda sua cidade,
Aluno que não aprendia,
Passaram aprender de verdade.

Sempre muito inspirado,
Com livro e um apagador,
E um giz na sua mão,
As ferramentas do bom prefessor,
Vivia o mundo da matemática,
Por isso um bom tradutor

Era um bom professor,
Sábio e sabia passar,
Tudo que ele sabia,
Fazia o aluno pegar,
ensinava todo assunto,
Que tivesse que estudar.

O seu bom raciocínio,
E a sua desenvoltura,
Foi importante às pessoas,
Para as suas formaturas,
Com pessoas hoje importantes,
Nas suas licenciaturas.

Apesar das adjacências da vida,
Você calculou a porcentagem,
E num quadrado perfeito,
Entre funções e imagem,
Você soube a lógica,
Como ensinar de verdade.

Você passeava bonito,
No mundo da multiplicação,
Onde o seu veículo,
Viajava pela divisão,
E a velocidade diminuía,
Somado pela emoção.

Os anjos da matemática,
Que lhe trouxeram aqui,
Hoje têm seu retorno,
Ao céu você vai subir,
Descanse mestre gageiro,
Deus precisa de ti.

Quero lhe dá um abraço,
Antes de você partir,
Por meio dessa homenagem,
Pelo que ensinaste a mim,
Quem foi seu aluno sabe,
E aprova o que falei aqui.

A todos seus alunos,
Eu deixo aqui essa poesia,
Falando do mestre gageiro,
Que destribuiu tantas magias,
Demonstrando o seu talento,
Com dotes de maestria.

À sua família querida,
Deus esteja com ela,
Lhe dando maior conforto,
E zelando sempre dela,
Lhe dando a paz necessária,
Assim a gente espera.

Autor; Charles Sant'Ana
O poeta do sertão
charlessgt@hotmail.com
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais vistas

Postagem em destaque

SÓ FORRÓ, EM CADEIA COMA SOM OOM SAT, 00H E 16H

Seguidores

Visualisações