Tecnologia do Blogger.

Text Widget

Teste Teste Teste

feature content slider

Teste Menu 5

Pesquisar este blog

Teste Teste Teste

Teste Teste Teste

Popular Posts

Unordered List

Random Post

Teste Menu 4

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

O FALSO MORALISMO



Para falar sobre falso moralismo, que está cada vez mais presente em nossa sociedade, vamos primeiro ao significado de moral que tem como ideia o conceito de bem, que pode ser entendido como tudo aquilo que promove e desenvolve o ser humano. A partir disso são retirados princípios até se chegar às regras morais, que influenciam o comportamento e a mentalidade humana. Cada cultura tem seus preceitos morais e seus próprios valores, o que pode ser moral para um pode não ser para outro.

Já o falso moralista é exatamente uma pessoa que prega a moral e os bons costumes, porem no seu dia-a-dia não pratica a moral que ele defende, ou julga correta. Eles condenam os outros, por algo que também fazem.

Também somos falsos moralistas quando vamos contra as nossas vontades e crenças, mas temendo a reprovação da sociedade, agimos de acordo com seus padrões e opiniões pré-estabelecidos. Muitas pessoas tem medo de ser rejeitadas, excluídas e então preferem seguir um padrão, só para agradar a maioria. Por isso eu prefiro seguir minhas próprias convicções, meus valores, mesmo sendo taxada de diferente, porque eu sei que muitas pessoas queriam ter essa coragem de agir conforme seus valores, mas não tem coragem .
Em minha opinião, esta pessoa também é conhecida como “Hipócrita. Tem conceito de valor, ética ou moral, mas confunde-se no momento de entendê-lo”. Tem a ilusão de estar sempre certo. Para esta pessoa, a lógica jamais conseguirá desmontar suas idéias inquestionáveis. “Àquele que critica suas idéias”, ela mostra desprezo, porque se mantém numa postura inflexível, considerando seu código de ética como sagrado. Por isso digo que “A Máscara do Falso Moralista Não Demora a Cair”! Este tipo de pessoa que prega para todo mundo o que acha certo ou errado pode se colocar em situações embaraçosas, pois a qualquer momento irá cair em contradição porque não conseguirá se mostrar “certinha” o tempo todo. A qualquer momento que ela sair daquilo que acha certo e moralmente aceito, será tachada de “Falso Moralista” por não pregar nada daquilo que defende, faz isto apenas para se blindar e prejudicar os demais.
É como diz Bertrand Russell: "Moralistas são pessoas que renunciam às alegrias corriqueiras para poder, sem culpa e recriminação, estragar a alegria dos outros”.

O pior de tudo é que quando este tipo de gente, pessoas esclarecidas, estudadas, que não dependem de ninguém, procuram o meio mais fácil obter êxito. Não acreditando na sua própria capacidade, procuram subir degraus, não para atingir um ponto mais alto. Pensam apenas em estar no topo, mesmo sabendo que para isto estará derrubando outras pessoas, independente do grau de amizade ou parentesco. Este tipo de gente não pensa duas vezes, atropelam quem estiver em sua frente. Eu não sei se este texto foi para desabafar ou para mostrar que em vez das pessoas usarem o anonimato para ofender o “algoz”, esta pessoa poderia ter tomado outro rumo.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais vistas

Postagem em destaque

SÓ FORRÓ, EM CADEIA COMA SOM OOM SAT, 00H E 16H

Seguidores

Visualisações